Google Cloud Platform

Google Cloud Platform

Que tal hospedar seu site nos data centers do Google? Isso é possível através da Google Cloud Platform. Trata-se de um conjunto de aplicações e serviços para diversas finalidades disponibilizadas na nuvem do Google.

A lista de serviços é extensa, bem como as possibilidades do Google Cloud. A empresa oferece soluções de máquinas virtuais, hospedagem de sites, armazenamento de arquivos, bancos de dados, compartilhamento de dados, entre outros.

De maneira geral, o público alvo do Google Cloud são empresas que querem focar mais no desenvolvimento e na inovação do seu negócio, sem se preocupar com infraestrutura. Vamos conhecer um pouco sobre a nuvem do Google e como funciona sua hospedagem.

O que é Google Cloud Platform

O GPC é um conjunto de serviços de computação em nuvem oferecidos pela Google, que inclui hospedagens de sites, máquinas virtuais, servidores VPS, bancos de dados e vários outros.

As aplicações rodam nos servidores do Google, igualmente ao mecanismo de busca e ao Youtube. Isso traz a confiabilidade e a segurança da maior empresa de T.I. do mundo.

A principal característica do Google Cloud é sua modularidade e escalabilidade. São centenas de instâncias, ferramentas, bancos de dados e gerenciadores de conteúdos disponíveis. Dessa forma, a nuvem do Google se coloca de maneira poderosa no cenário de hospedagem e recursos computacionais.

Tipos de serviços oferecidos

O Google Cloud Platform oferece os seguintes tipos de serviços:

  • SaaS – Software Como Serviço (em português) são aplicações disponibilizadas via internet e que podem ser usadas em seu celular, tablet ou computador. Como exemplo de aplicações SaaS temos o Gmail, CRMs, Google Drive e etc.
  • PaaS – Plataformas Como Serviço (em português) são principalmente provedores de serviços destinados a prover aplicações (Software como serviço). Serviços de computação em nuvem são bons exemplos de PaaS.
  • IaaS – Infraestrutura Como Serviço (em português) é a provisão de serviços de servidores, armazenamento, rede e APIs de alto nível que podem ser consumidas como serviço para prover serviços de PaaS e SaaS.

Hospedagem Google Cloud

A hospedagem do Google Cloud funciona de maneira bem diferente de outras empresas “convencionais” como a HostGator. Acima de tudo, a ideia central é liberar o cliente para desenvolver sua aplicação enquanto o Google cuida de toda infraestrutura. Ou seja, o Google Cloud é uma ferramenta gerenciada.

O funcionamento se dá por “módulos” ou “pilhas”, que são escolhidas pelo usuário para criar sua aplicação. Assim, a principal vantagem é que todos os ambientes são largamente escalonáveis, à medida em que só é preciso adicionar mais módulos conforme o necessário.

Do mesmo modo, o cliente só é cobrado pelos recursos que devidamente utilizar. O Google Cloud é capaz de fazer a distribuição automática de acordo com o tráfego da aplicação, e consome recursos apenas quando os códigos são executados.

Para compreendermos melhor, vamos ver como funcionam os produtos do Google Cloud e de que forma podemos usá-los para hospedagem. Basicamente, ao escolher uma instância na nuvem, ela irá rodar em uma infraestrutura correspondente a um determinado produto. A lista de soluções é extensa, de forma que vamos ver as principais delas: Compute Engine e App Engine.

Compute Engine

Este componente do Google Cloud é utilizado para a criação de máquinas virtuais escalonáveis. Através dele, você pode colocar para rodar máquinas virtuais na nuvem e utilizar instâncias pré-estabelecidas.

É como se fossem criados servidores VPS utilizando o ambiente Cloud da empresa. Portanto, o Compute Engine é muito semelhante a uma hospedagem Cloud.

Com a máquina virtual, você pode hospedar e desenvolver a partir de algumas soluções prontas. As mais conhecidas são:

  • WordPress. É possível instalar o CMS WordPress com apenas um “click e deploy”. É recomendado para sites de tamanho pequenos ou médio;
  • Joomla. É possível instalar e rodar este tradicional CMS para hospedar seu site no Compute Engine do Google Cloud;
  • Drupal: Este Gerenciador de conteúdo também pode ser instalado facilmente com um click e deploy no Compute Engine.
  • LAMP stack: Trata-se de uma máquina virtual com o pacote LAMP instalado: Linux, Apache, MySQL e PHP. Ou seja, é uma pilha de desenvolvimento que permite ao usuário criar soluções com todos esses recursos pré-instalados na máquina.

Em conformidade com o nome da marca, a hospedagem do Google Cloud conta com recursos bem robustos. Uma das principais vantagens é o armazenamento SSD disponível para todas as VM com 1vCPU ou mais.  O armazenamento é escalonável, e o cliente pode anexar discos virtuais às VM conforme o necessário. O espaço pode chegar a incríveis 64 TB de dados, sendo 3 TB em SSD.

A segurança do GPC também é certificada pelas ISO 27001, SSAE-16, SOC 1, SOC 2 e SOC 3. Os dados armazenados são 100% criptografados.

google cloud console manager add new instances

Preços do Compute Engine

A política de preços do Google Cloud é bem complexa, mas também muito justa. Isso porque o cliente paga exatamente por aquelas instâncias que realmente utilizar. O GPC tem um nível gratuito que funciona como período de testes. Com ele, você pode criar suas instâncias e utilizar a hospedagem para ver como funciona.

Com o intuito de angariar clientes, o Google oferece US$ 300,00 para utilizar em recursos nos seus serviços. Vamos ilustrar para entender melhor: caso você queira executar o WordPress no Compute Engine, pode fazer isto no nível gratuito em uma instância micro de 0,2 vCPU. Já numa instância melhorada (1vCPU), o custo estimado do WordPress é de US$ 24,27 mensais (aproximadamente R$ 100). Vamos conferir os preços e os recursos das instâncias do Compute Engine.

  • WordPress. US$ 24,27 mensais. Recursos: 1vCPU, 3,75 GB de RAM e 10GB de disco;
  • Drupal: US$ 5,13 mensais. Recursos: 1vCPU compartilhada, 0,6 GB de RAM e 10 GB de disco;
  • Joomla: US$ 5,13 mensais. Recursos: 1vCPU compartilhada, 0,6 GB de RAM e 10 GB de disco;
  • LAMP stack: US$ 24,75 mensais. Recursos: 1vCPU, 3,75 GB de RAM e 10GB de disco.

É bom lembrar que esses são valores estimados dos serviços. Para conferir o preço de todas as instâncias do Compute Engine, clique aqui.

App Engine

O App Engine é uma solução para desenvolver facilmente aplicações web sem servidor. Calma, não quer dizer que elas não estejam rodando em um servidor. Como sabemos, para que algo seja acessado na internet ele precisa estar armazenado em um web server.

O que o “sem servidor” (serverless) significa, é que é possível criar aplicações escalonáveis sem se preocupar com a infraestrutura. Dessa forma, a empresa só precisa se preocupar com o desenvolvimento, visto que os recursos de hardware serão de responsabilidade do GPC.

Para isso, a hospedagem da plataforma App Engine é 100% gerenciada. O cliente escolhe a linguagem de programação e os frameworks enquanto o Google provê o servidor. Os recursos do serviço são escalonados de acordo com a demanda da aplicação.

As linguagens suportadas no App Engine são:

  • PHP;
  • Java;
  • Node.js;
  • C#;
  • .NET;
  • Python;
  • Ruby;
  • Go.

Assim como ocorre no Compute Engine, os preços da hospedagem App Engine são calculados de acordo com as instâncias escolhidas. Confira a calculadora de preços.

G Suite

google g suite

Entramos agora no serviço mais popular do Google Cloud. O G Suite é um pacote de aplicativos criado para empresas que inclui e-mail profissional, editor de documentos, planilhas, ambiente de desenvolvimento, calendário e ferramenta de chat empresarial.

Com o G Suite, a hospedagem destes aplicativos é feita na nuvem do Google, permitindo o compartilhamento do trabalho com toda empresa. A ferramenta também conta com armazenamento no Google Drive, e é muito utilizada por companhias como disco externo. O G Suite possui 3 planos, vamos conferir.

  Basic Business Enterprise
E-mail E-mail profissional Gmail E-mail profissional Gmail E-mail profissional Gmail
Ferramentas de criação Documentos, planilhas e apresentações Documentos, planilhas, apresentações e Google App Maker Documentos, planilhas, apresentações e Google App Maker
Mensagens de equipe Hangouts Hangouts Hangouts
Comunicação Vídeo Conferência e chamada de voz Vídeo Conferência e chamada de voz Vídeo Conferência e chamada de voz
Armazenamento 30 GB Até 4 usuários = 1TB Mais de 4 = ilimitado Até 4 usuários = 1TB Mais de 4 = ilimitado
Cloud Search (ferramenta de pesquisa avançada no G Suite) Não Sim Sim
E-discovery (ferramenta de recuperação de dados) Não Sim Sim
Google Vault Auditoria (Audita atividades de usuários) Não Sim Sim
Prevenção contra perda de dados Não Não Sim
Controle de acesso a nível empresarial Não Não Sim
S/MIME (e-mails assinados e criptografados digitalmente) Não Não Sim
Preço (por usuário) R$ 24,30 R$ 45,90 R$ 112,00

Sem dúvida, o G Suite é uma solução muito completa e segura para empresas. O Google oferece 14 dias para quem quiser testar o serviço e ver se vale a pena.

Suporte Técnico

Um detalhe importante é que o Google Cloud não oferece nenhum tipo de suporte para os serviços que mencionamos no Compute e App Engine. Entretanto, quem for utilizar a hospedagem pode ter auxílio da comunidade no Stack Overflow. É necessário, no entanto, ter um conhecimento intermediário de inglês.

Ou seja, para quem deseja utilizar os servidores do Google para hospedar um site ou aplicação precisa ter em mente que não haverá nenhum tipo de suporte por parte da empresa. Se você tiver alguma dificuldade com o serviço terá que resolver por conta própria ou contar com a ajuda de fóruns.

Já para o G Suite, o GPC fornece suporte 24 horas e 7 dias por semana. Os clientes podem contatar a equipe técnica por chat, e-mail ou telefone.

Formas de pagamento

Realmente os valores do Google não são os mais baratos para o consumidor final. Entretanto, grandes empresas podem economizar muito com a hospedagem modular do GPC.

O motivo disso é o sistema de descontos de uso contínuo do Google. Dessa forma, valores só são cobrados da efetiva utilização dos recursos, sendo reduzido um pouco o preço final em caso de uso contínuo. A empresa afirma que a média de preços está bem abaixo do mercado.

O G Suite é uma solução mais popular. O serviço atende bem em termos de valores as pequenas e médias empresas. A hospedagem do GPC é cobrada em reais, e pode ser paga com cartão de débito, crédito ou transferência bancária.

Para quem o Google Cloud pode ser a melhor hospedagem:

Os serviços do GPC, salvo o G Suite, são bem complexos e sofisticados. Hospedar sites no App ou no Compute Engine pode ser desafiador para usuários leigos. No entanto, a empresa oferece uma série de tutoriais sobre as principais funções.

Em linhas gerais, podemos dizer que os serviços do GPC talvez sejam mais voltados para empresas ou usuários avançados. Confira quem pode se dar melhor com a hospedagem na nuvem do Google:

  • Grandes empresas de software que querem focar em desenvolver aplicações sem servidor;
  • Companhias que lidam com coleta e análise de Big Data;
  • Desenvolvedores que precisam criar máquinas virtuais totalmente escalonáveis sob demanda;
  • Empresas de todos os tamanhos que querem criar, armazenar e compartilhar dados, agendas e apresentações, bem como e-mail profissional;
  • Grandes empresas de hospedagem gerenciada que queiram criar servidores virtuais sob demanda.

Conclusão

Neste artigo, conhecemos a Nuvem do Google e o que ela pode oferecer para as empresas clientes. Vimos também como as soluções funcionam e para quem elas podem ser a melhor hospedagem.

De maneira geral, podemos afirmar que se trata de um serviço de Cloud Computing muito poderoso, que abrange uma lista enorme de produtos e serviços. Caso você queira saber mais, acesse o site oficial do GPC.