O que é Hospedagem de Site e como você pode escolher a melhor

o que é hospedagem de site e como funciona

Existem inúmeros motivos para ter um site na internet: seja para um blog pessoal, uma loja virtual, página de negócio ou intranet para empresas. Independente do motivo, qualquer site precisa de uma hospedagem. Muitas dúvidas surgem para as pessoas que querem colocar sua página no ar, e agora vamos sanar as principais dúvidas sobre hospedagem de site.

Acompanhe este artigo até o final para saber tudo que você precisa sobre hospedagem de sites: o que é, como funciona e quais as principais dicas para escolher a opção certa para você ou sua empresa.

O que é uma hospedagem de sites

Hospedagem de site é um serviço que armazena e disponibiliza um site, aplicativo ou página na internet.

Um site ou sistema web é um conjunto de arquivos que pode ser acessado por outras pessoas através de um navegador conectado à internet. Para que esses arquivos possam ser acessados, eles precisam estar hospedados em um servidor, que é um computador conectado à internet e configurado para receber visitantes.

Em outras palavras, a hospedagem é o servidor onde os arquivos e páginas de um site ficam gravados. Assim, como se fosse uma casa, uma hospedagem possui um endereço, chamado de domínio. O domínio é nome do site que é digitado pelo usuário em seu computador (por exemplo “www.google.com.br”). É ele que tem a função de identificar o site e encontrar o servidor onde ele está hospedado.

As melhores hospedagens de sites são feitas por empresas especializadas. Elas possuem servidores próprios ou alugados, máquinas com hardware e software especialmente configurados para a web. Esses servidores ficam em estruturas físicas conhecidas como “data centers”, que nada mais são do que grandes conjuntos de servidores de hospedagem.

Como funciona uma hospedagem de site

A palavra “site” significa “lugar”, em inglês. Podemos dizer que se trata do lugar onde estão os arquivos do nosso blog, loja virtual ou página de negócios. Para que ele possa ser acessado, é necessário que esses arquivos estejam hospedados em um servidor web. Assim, a hospedagem é comercializada como um produto ou serviço por empresas do seguimento. O valor geralmente é cobrado através de parcelas mensais, trimestrais ou até mesmo anuais. Vamos ver como funciona uma hospedagem e o que é preciso para ter uma.

Domínio

Primeiramente, para ter uma hospedagem é necessário ter um domínio. Ele deve ser um nome que ainda não está em uso por outra aplicação, e precisa ser registrado pela entidade competente. No Brasil, a empresa responsável pelos domínios nacionais (.br) é a Registro.br. É pago uma taxa mensal ao órgão para manter o registro daquele domínio, e ele só pode ser utilizado em sites daquele proprietário.

As melhores empresas de hospedagem contam com serviço de registro de domínio. A própria empresa registra o domínio na entidade registradora para o cliente. Algumas inclusive dão o primeiro ano de domínio gratuitamente. Essa é uma maneira fácil de registrar o domínio e de mantê-lo vinculado diretamente com o provedor que hospeda seu site. Entretanto, é possível fazer o registro diretamente no órgão responsável e depois contratar qualquer empresa de hospedagem.

Existem alguns domínios que podem ser registrados gratuitamente. Isso é possível graças a alguns países parceiros, que ofereceram sua extensão de nome de domínio para serem usadas sem custo. Alguns exemplos de domínios gratuitos são .tk, .ml, .ga, .cf e .gq.       

Arquivos do site

As páginas do site ficam salvas no servidor web e são interpretadas pelo navegador do usuário. Através delas, você configura a aparência da sua aplicação e interage com o usuário. Os principais arquivos de um site são imagens, páginas de código e banco de dados.

As páginas de um site são codificadas por linguagens de programação ou de marcação. Tratam-se de arquivos de código que tem a função de exibir informações ao usuário, captar dados informados pelo cliente e dar respostas de interação. Um site é principalmente escrito utilizando as seguintes tecnologias:

  • HTML: linguagem de marcação que posiciona elementos em uma página web e é interpretada pelo navegador;
  • CSS: tecnologia que define estilos de cor, fontes, efeitos e que tem o objetivo de tornar a interface mais bonita e amigável;
  • PHP e JavaScript: linguagens de programação que tem a função de tornarem as páginas dinâmicas. São códigos que tomam ações de acordo com os dados inseridos pelo usuário.

Os arquivos de um site são enviados ao servidor pela internet, através de tecnologias como o FTP e o SSH. Esses arquivos ficam salvos na hospedagem em pastas iguais às do seu computador, e são abertos quando alguém acessa o seu domínio

Servidor

Como vimos, o servidor é o computador configurado para a hospedagem do site. Ele possui hardware (memória, HD, processador) e softwares (sistema operacional, Sistema de bancos de dados, Servidor Apache).

O servidor possui um endereço de IP utilizado para que a hospedagem seja localizada através do endereço de domínio. Dessa forma, o nome do domínio fica vinculado a este servidor, o que torna possível que ele seja encontrado quando for acessado por um navegador.

Tipos de hospedagem

A hospedagem de sites é oferecida em diferentes tipos, buscando atender a necessidades diversas. Obviamente, os recursos necessários para um blog pessoal e um grande e-commerce são diferentes, não é mesmo? Por isso, as empresas do seguimento oferecem produtos variados. Vamos conferir os principais e suas características.

Hospedagem compartilhada

hospedagem de site compartilhada

Com a popularização da internet, cresceu o número de pessoas e empresas que desejam ter um site. O que antes era um recurso utilizado somente por grandes corporações, se tornou acessível para páginas pessoais e negócios de todos os tamanhos.

Porém, ter um servidor de hospedagem dedicado é caro: as máquinas necessitam de uma ampla manutenção, configuração de segurança, recursos operacionais e softwares. Contudo, um servidor bem configurado pode hospedar mais de um site, principalmente aquelas aplicações médias ou pequenas, que recebem um tráfego menor. Sendo assim, é possível que 2 ou mais sites distintos compartilhem o mesmo servidor, o que chamamos de hospedagem compartilhada.

Esse tipo de serviço compartilhado se tornou bastante popular em hospedagem de sites. Um dos motivos é que ele é bem mais barato, pois os custos com o servidor são rateados entre diversos clientes, e também tem um custo para manter um site bem menor. Evidentemente, os recursos de software e hardware também são divididos, o que torna este tipo de hospedagem mais limitada em termos de desempenho. Entretanto, a hospedagem compartilhada é suficiente para a grande maioria dos casos, tais como:

  • Pequenos blogs ou páginas pessoais;
  • Sites informativos sobre estabelecimentos (padarias, barbearias, consultórios, supermercados);
  • Pequenas lojas virtuais.

Prós

  • Menor custo do mercado;
  • Muito fácil administrar o serviço (ótima opção para iniciantes);
  • Não requer nenhuma configuração adicional;
  • Atualização e manutenção do servidor por conta da empresa de hospedagem.

Contras

  • Recursos (IP, processador, memória, rede e etc.) compartilhados entre clientes;
  • Não permite personalizar o Software;
  • Não oferece acesso de administrador;
  • Clientes ruins podem afetar seu site.

Hospedagem WordPress

hospedagem de site wordpress

A hospedagem WordPress é uma derivação da hospedagem compartilhada destinada a clientes que utilizam a aplicação WordPress.

Por ser um tipo de hospedagem exclusivo para o CMS WordPress, todo o servidor é configurado e otimizado para rodar melhor o WordPress, com melhor desempenho, segurança e maior facilidade de instalação.

É muito mais simples criar um site WordPress neste tipo de hospedagem, pois o WP já vem pré-configurado. E também geralmente inclui serviços adicionais que não estão inclusos na hospedagem compartilhada, como CDN e aplicações de segurança.

Mas atenção, esta hospedagem é destinada única e exclusivamente para o WordPress e geralmente o acesso a recursos da hospedagem é muito mais limitado do que numa hospedagem compartilhada.

Prós

  • Otimizada para WordPress;
  • Amigável para iniciantes;
  • Instalação e configuração do WordPress facilitada;
  • Sistemas de cache inclusos;
  • CDN e aplicações de segurança;

Contras

  • Não permite outra aplicação além do WordPress;
  • O recurso multisite do WordPress não funciona;
  • Não permite acessar banco de dados;
  • Alterar DNS tem que pedir ao suporte.

Hospedagem VPS

hospedagem de site vps

A grosso modo, este tipo de hospedagem pode ser definido como um intermediário entre a hospedagem compartilhada e a em servidor dedicado. Imagine o seguinte: Diversos servidores virtuais são criados dentro de um servidor mais robusto e com mais recursos. Isso é possível graças a uma tecnologia conhecida como virtualização.

Na hospedagem VPS, o site é hospedado em uma máquina virtual que é criada dentro de um servidor web. Mas qual a diferença disso para a hospedagem compartilhada que vimos antes? Na hospedagem compartilhada, os recursos do servidor são divididos entre os sites conforme eles são requisitados. Assim, se uma aplicação demanda mais memória, a outra ficará prejudicada. No VPS não: uma parcela de recursos do servidor é dedicada exclusivamente para o site do cliente.

Por isso, a hospedagem VPS geralmente fornece mais desempenho do que a compartilhada. Porém, assim como na hospedagem dedicada, o usuário deve saber como configurar o servidor. Caso contrário, é preciso contratar um serviço gerenciado ou plano de gerenciamento com o provedor de hospedagem.

Prós

  • Recursos dedicados (semelhante a um servidor dedicado);
  • Outros clientes não podem prejudicar o seu site;
  • Acesso de administrador (Root);
  • Permite personalizar o software;
  • Oferece maior desempenho (se comparada com a compartilhada).

Contras

  • Servidor gerenciado pelo cliente;
  • Serviço mais complexo;
  • Preço mais alto.

Hospedagem Cloud Computing

hospedagem de site cloud

O conceito de computação na nuvem está ficando cada vez mais conhecido. Serviços como o Google Drive, Dropbox e Sky Drive mostraram aos usuários como é possível armazenar seus arquivos sem ser nos seus dispositivos físicos. Essa tecnologia também é utilizada em Servidores Web, criando o que chamamos de Hospedagem Cloud Computing.

Neste tipo de serviço, diversos servidores web trabalham de maneira interligada, formando o que é conhecido como “cluster”. Em suma, o site do cliente fica hospedado de maneira distribuída em mais de um servidor.

Por exemplo, é possível existir um servidor para banco de dados, outro para arquivos e um terceiro para e-mail. Essa divisão não é percebida pelo usuário, e existe para otimizar recursos e facilitar manutenções, bem como garantir uma melhor disponibilidade do site.

Prós

  • Alta disponibilidade (100% de SLA);
  • Maior escalabilidade;
  • Recursos dedicados, assim como a VPS e Dedicada;
  • Permite acesso de administrador (Root);
  • É possível personalizar o software.

Contras

  • Gerenciamento mais complexo;
  • Servidor gerenciado pelo cliente;
  • Preço mais alto até que a VPS.

Hospedagem em Servidor Dedicado

hospedagem de site dedicada

Existe também a possibilidade de você contratar um servidor só para seu site. Essa forma de hospedagem é conhecida como hospedagem em servidor dedicado. A vantagem deste tipo de serviço é que todos os recursos de software e hardware são voltados exclusivamente para a sua aplicação, o que dá mais velocidade e suporta mais visitantes simultâneos.

Entretanto, esse tipo de hospedagem é bem mais caro que a compartilhada, uma vez que todos os custos de manutenção do servidor devem ser bancados por um único cliente. Além disso, é necessário que o usuário tenha conhecimento de configuração de servidores dedicados. Caso contrário, ele deverá contratar um plano de gerenciamento com a empresa de hospedagem, o que irá aumentar os valores do serviço.

A hospedagem em servidor dedicado é indicada principalmente para grandes sites ou aplicações, como por exemplo:

  • Grandes e-commerces ou marketplaces;
  • Sites governamentais;
  • Intranets de grandes empresas;
  • Sites de empresas que possuem setores de T.I. com conhecimento em configuração de servidores.

Prós

  • Recursos totalmente dedicados;
  • Outros clientes não podem prejudicar o seu site;
  • Oferece acesso Root;
  • Permite personalizar o software e hardware;
  • O servidor (físico) é de uso exclusivo do cliente.

Contras

  • Preço mais salgado entre todos os tipos anteriores;
  • Servidor gerenciado pelo cliente;
  • Mais complexa de gerenciar.

Revenda de hospedagem

hospedagem de site revenda

Quem deseja ganhar dinheiro vendendo o serviço de hospedagem, mas não quer investir em infraestrutura própria, pode utilizar a Revenda de Hospedagem para montar seu negócio.

Nada impede de contratar um servidor VPS, Cloud ou Dedicado para montar uma empresa de hospedagem, porém, o serviço de revenda de hospedagem é muito mais indicado porque geralmente inclui cPanel, WHM, WHMCS e várias outras ferramentas muito úteis, que permitem administrar seu negócio muito mais facilmente.

Prós

  • Maior poder de processamento e memória;
  • Ideal para revenda de hospedagem;
  • Permite contas de cPanel individual para cada cliente e/ou site;
  • Boa opção também para sites grandes;
  • A empresa gerencia o servidor para você.

Contras

  • Exige mais conhecimento técnico;
  • Servidor gerenciado pelo cliente;

Como escolher a melhor hospedagem de site

A melhor forma de escolher a melhor hospedagem é conhecer bem suas necessidades e os recursos oferecidos pelo provedor. Como vimos, existem diversos tipos de serviços oferecidos, cada um levando em conta as particularidades de cada caso. Em primeiro lugar, você deve conhecer a reputação e a qualidade das empresas de hospedagem. Possuímos um ranking em nosso site onde listamos as melhores hospedagens. Vale a pena conferir antes de fazer uma contratação.

Recursos de uma hospedagem de sites

Muito falamos sobre os recursos da hospedagem, mas o que eles são exatamente? Os recursos dizem respeito às tecnologias implementadas e serviços oferecidos pelos provedores. Eles determinam o desempenho, velocidade, espaço e quantidade de tráfego suportado. Listaremos os principais recursos e como eles impactam a hospedagem de um site.

Sistemas de Bancos de Dados

banco de dados hospedagem de site

São estruturas em formas de tabela que guardam dados importantes no servidor da hospedagem. Os bancos de dados armazenam de forma segura e organizada as principais informações que precisam ser manipulas pelo site ou aplicação

Vamos pegar o exemplo de um e-commerce. O banco de dados terá a função de salvar os produtos, dados de clientes, cartão de crédito, e-mail, login e senha. Em blogs, o banco de dados será o responsável por salvar os posts. O código dos arquivos terá a função de recuperar as informações dos bancos de dados conforme solicitado e exibi-las ao usuário.

Na hora de contratar um serviço, este recurso determina se a hospedagem possui ou não bases para armazenamentos de dados. Sites estáticos, que não guardam dados de usuários ou posts de blog, não precisam necessariamente de bancos de dados.

Cada plano de hospedagem determina se ela possui bases de dados, quantas são disponibilizadas e qual o espaço destinado a cada uma. Existem diversos softwares de bancos de dados, alguns gratuitos e outros pagos. Os oferecidos pelas melhores hospedagens são:

  • MySQL;
  • Microsoft SQL Server;
  • PostgreSQL;
  • MongoDB.

A escolha da aplicação de banco de dados e o espaço irá determinar o valor da mensalidade da hospedagem. A maioria das empresas oferecem pacotes adicionais de contratação de bancos, conforme a necessidade do cliente.

Softwares e linguagens de programação

linguagens de programação e softwares da hospedagem de site

Trata-se de quais softwares ou linguagens são suportadas pelo servidor de hospedagem. Quem vai fazer um site em PHP, por exemplo, deve garantir que ele esteja instalado no sistema, ou que seja possível realizar a instalação.

As melhores hospedagens também oferecem suporte e instalação facilitada dos Gerenciadores de Conteúdo (CMS). Eles são ferramentas que facilitam a criação e a personalização de sites e blogs. Os mais populares são:

  • WordPress;
  • Joomla;
  • Drupal;
  • Magento.

É crucial que os recursos de softwares e linguagens sejam analisados antes da hospedagem ser contratada. Na medida do possível, a recomendação é contratar aquilo que será realmente utilizado na construção da aplicação.

Espaço de armazenamento

Espaço em disco hospedagem de sites

Assim como um computador pessoal, o servidor possui um componente de armazenamento. Na hospedagem, o espaço disponível irá determinar a quantidade e o tamanho dos arquivos que poderão ser armazenados, impactando no tamanho do site.

Mas além do espaço para arquivos, o dispositivo de armazenamento também vai determinar a velocidade da página. Servidores que utilizam o HD convencional são mais lentos na consulta e gravação de dados, o que prejudica o desempenho do site. A melhor escolha é pelo SSD, dispositivo mais rápido que o HD e que vem ganhando espaço nas melhores hospedagens de site.

Quantidade de sites e domínios

domínios suportados pela hospedagem de sites

Uma hospedagem pode permitir que o cliente possua mais de um site no mesmo plano. Isso também ocorre com os domínios, que pode ser um único ou até uma quantidade ilimitada.

Empresas que possuem mais de um domínio devem estar atentas a esse recurso. A contratação de uma hospedagem com multidomínios permite que todos os sites sejam administrados de maneira centralizada. Além disso, a opção pode sair bem mais em conta do que contratar serviços separados. Em contrapartida, quem tem apenas um site pode economizar contratando um plano de apenas um domínio.

E-mails

caixa de e-mails da hospedagem de site

Uma das vantagens de ter um domínio próprio é poder ter contas de e-mail personalizadas (@seudominio.com.br). Esse recurso passa mais credibilidade às empresas, bem como profissionaliza o fluxo de mensagens eletrônicas.

As melhores hospedagens oferecem o recurso de contas de e-mail. O serviço inclui armazenamento e envio de mensagens, webmail (ferramenta para acessar os e-mails pelo navegador) e criação e administração de contas. Os clientes devem ficar atentos ao número de contas disponibilizadas bem como o espaço disponível para as caixas de entrada, pois tudo isso influencia no preço final.

É possível também contratar apenas um plano de e-mail. Esse recurso é muito útil para quem quer ter um serviço de e-mail profissional, mas não precisa de um site.

Alguns provedores de e-mail, como a Zoho Mail, oferecem gratuitamente a personalização do e-mail com o seu próprio domínio. É uma forma de receber mensagens em “@seudominio.com.br” diretamente na sua caixa de entrada. Entretanto, para utilizar essa opção é necessário ter um domínio registrado e fazer a configuração das zonas DNS para que elas apontem para os servidores da Zoho.

Outro recurso relacionado a mensagens eletrônicas é o E-mail Marketing. Ele permite o disparo de milhares de e-mails para listas de contatos, e é muito utilizado em campanhas de lojas virtuais. As melhores hospedagens oferecem esse serviço, bem como ferramentas para criar mensagens personalizadas.

Gerenciamento e painel de hospedagem

hospedagem de site gerenciamento e painel

Quando falamos de gerenciamento em uma hospedagem, nos referimos ao serviço de administração e configuração do servidor. Isso inclui atualizações, instalações de segurança e todas as rotinas de manutenção. Esse recurso é oferecido em todas as hospedagens compartilhadas, de forma a garantir o funcionamento de todos os sites que dividem o servidor.

No caso dos servidores VPS ou Dedicados, esse recurso é opcional. Um servidor não gerenciado é mais barato e oferece mais opções de personalização por parte do usuário. Entretanto, essa opção demanda mais conhecimento e tempo dedicado a tarefas que não estão relacionadas diretamente ao objetivo do site.

O recurso de painel de hospedagem diz respeito à interface pela qual o usuário fará alterações no serviço. Geralmente, são ferramentas acessadas via navegador onde o cliente pode criar contas de e-mail, adicionar e excluir sites, dividir os recursos e administrar bancos de dados. O painel mais popular é o cPanel, utilizado em muitas hospedagens. Porém, ele pode ser considerado por algumas pessoas engessado e pouco intuitivo, motivos que levaram as melhores hospedagens a criarem suas próprias soluções personalizadas.

Tráfego de dados

Toda vez que alguém acessa um site, o navegador baixa os arquivos necessários para exibir a página. Esse processo é conhecido como tráfego de dados. O mesmo ocorre quando o usuário insere alguma informação no servidor, como em formulários de contato, por exemplo.

Esse recurso pode ser limitado pela hospedagem: algumas empresas estipulam um número máximo de tráfego mensal, geralmente na casa dos Giga ou Terabytes. Em outros casos, é limitado o número de acessos simultâneos. Ou seja, só um número limitado de usuários pode entrar em seu site ao mesmo tempo. Essa característica também depende pelo tipo de unidade de armazenamento, memória RAM e processador. Clientes que esperam ter um maior número de visitas, como lojas virtuais e grandes blogs, devem estar atentos às limitações desse recurso para evitar transtornos em sua página.

Migrador de sites

migrador para servidor de hospedagem de site

Oferecido pelas melhores hospedagens de site, o migrador fornece a possibilidade de trazer o site, e-mails e bancos de dados de outro provedor para a nova empresa. Este recurso é muito popular, e geralmente oferecido de forma gratuita com o objetivo de atrair clientes insatisfeitos com o atual serviço.

Quem possui uma aplicação na internet e deseja mudar de hospedagem, deve analisar esse recurso com cuidado. Ele permite muita facilidade ao usuário, que não precisa migrar manualmente arquivo por arquivo do provedor antigo. Vale a pena verificar as opções do migrador, e se esse possibilita também a migração das bases de dados, mensagens e contas de e-mail.

Conclusão

Agora você conhece as principais características do serviço de hospedagem de sites: como funciona, como contratar e quais os tipos indicados para cada cliente. Colocar um site na internet é uma das melhores formas de otimizar os resultados do seu negócio ou tirar do papel aquele projeto pessoal.

Quem quer hospedar um site, deve conhecer detalhadamente as suas necessidades: essa é a melhor forma de escolher o tipo de hospedagem para sua aplicação. Não existe uma opção “melhor” que a outra, mas sim formas diferentes de serviço que se adaptam às condições operacionais e financeiras dos usuários.

Fique ligado no nosso site: analisamos as melhores hospedagens de sites, suas características, preços e os serviços oferecidos por cada empresa. Em nosso blog, trazemos explicações detalhadas de cada tecnologia utilizada e como elas podem impactar no seu site, trazendo sempre novidades relacionadas ao seguimento.

Ficou com alguma dúvida ou quer sugerir algum tópico? Deixe seu comentário ou entre em contato com a gente.