Servidor VPS: O que é, para quem é indicado e como escolher

servidor vps

O servidor VPS é uma ótima opção de hospedagem para quem possui um site com um número alto de visitas ou possui necessidades que não são atendidas pela hospedagem compartilhada.

Ao utilizar uma hospedagem VPS, como também é chamada, seu site tem a disposição um servidor de uso exclusivo, que é criado usando tecnologias de virtualização.

Você já ouviu falar de Servidor VPS (Virtual Private Server)? Esse é um tipo de serviço muito popular que é vendido pelas melhores hospedagens de sites. Diante disso, preparamos um artigo para você entender um pouco mais sobre esse assunto. Pode ser que esta seja uma solução eficiente para você hospedar o seu site ou rodar uma aplicação na Web.

Então, não deixe de ler o nosso artigo, aqui apresentamos tudo sobre servidores VPS e ainda te ajudamos a escolher a melhor opção para hospedagem. Fique por dentro dos assuntos mais recentes, pois com certeza essa é uma das soluções mais utilizadas pelos usuários que buscam um serviço totalmente flexível e com ótimo custo-benefício.

O que é servidor VPS

VPS é uma sigla para Virtual Private Server (ou simplesmente Servidor Privado Virtual). No contexto de servidores, a ideia de um Servidor VPS é muito parecida com os servidores dedicados. Entretanto, nesse caso em especial, um Servidor VPS utiliza os conceitos de virtualização para criar ambientes de hospedagem e execução de aplicações.

Podemos dizer que um servidor VPS é um espaço virtual criado dentro de um espaço físico (constituídos por servidores dedicados). Dessa maneira, um servidor físico pode ser composto por tecnologias de ponta e hardware de última geração para fornecer a melhor experiência para o usuário. Mas, nem sempre os recursos são bem utilizados e é nesse ponto em que entram os Servidores VPS.

painel whm servidor vps gerenciado

Em um servidor VPS, os recursos computacionais são divididos e contidos um mesmo espaço virtual. Considere um servidor físico como uma caixa enorme (um computador de alta capacidade), dentro dela existem outras caixas menores (podemos chamar de servidores virtuais ou instâncias virtuais). Desse modo, as instâncias virtuais podem ser cedidas aos usuários para guardar seus itens pessoas, sem afetar o espaço das outras.

Então, um servidor VPS fornece, como uma caixa, uma instância virtual que utiliza o mesmo meio físico para processar aplicações e guardar dados.

Na maior parte, as empresas que mais oferecem serviços de hospedagem VPS são empresas de serviços para hospedagem. No conceito de hospedagem, cada site pode aproveitar um servidor VPS para rodar uma página ou blog (tudo em uma instância virtual), sem interferência de outros usuários do serviço (mesmo se eles estão no mesmo espaço físico).

Para facilitar a compreensão disso tudo, podemos pensar em servidores VPS como um enorme condomínio. Cada pessoa que aluga um apartamento reside em um mesmo espaço físico, porém em espaços diferentes (as chamadas máquinas virtuais).

Embora os servidores VPS compartilhem do mesmo espaço físico, os recursos de hardware são contidos para cada máquina virtual. Nesse caso, o serviço de VPS possui um alto nível de segurança, pois um espaço de memória contendo dados de uma aplicação não pode ser acessado ou violado por outros usuários.

Como funciona um servidor VPS

O servidor VPS funciona através da criação de servidores virtuais dentro de uma mesma máquina física, criando assim vários servidores virtualizados muito semelhantes a servidores dedicados. Apesar do funcionamento bastante semelhante, um servidor virtual é, basicamente, um servidor dedicado dividido em várias partes menores.

As técnicas de virtualização, que consistem em criar máquinas virtuais com sistemas operacionais idenpendentes detro de outra máquina, são bastante seguras e garantem o isolamento completo de cada servidor virtual.

Na prática isso confere mais segurança e garante que nenhum outro cliente vai ter acesso a dados ou arquivos do seu servidor virtual (apesar de compartilharem o mesmo servidor físico).

Níveis de gerenciamento de servidores VPS

Ao buscar mais informações sobre servidores VPS, existem nomenclaturas que podem confundir muito o usuário. Nesse tópico, apresentamos sobre os níveis de gerenciamento de VPS, oferecidos por todas as empresas que fornecem planos de servidores VPS. Nesse caso, a maior parte das empresas fornecem três tipos de plano de gerenciamento de servidores VPS: os VPS gerenciados, VPS não-gerenciados e VPS semi-gerenciados.

Servidor VPS gerenciado

Nos servidores VPS gerenciados, as empresas são responsáveis pela maior parte dos serviços dentro dos servidores, o que inclui atualizações periódicas de software e manutenção do sistema operacional.

cpanel servidor vps gerenciado

Em servidor VPS gerenciado, os usuários não precisam se preocupar com questões específicas de manutenção, pois isso tudo é monitorado e gerenciado pelo suporte da empresa em que o plano foi contratado.

Diante disso, esse plano pode ser indicado para usuários que não querem se preocupar com atualizações, manutenção de softwares ou configurações de rede. Nesse caso, a empresa de hospedagem é responsável por tudo isso. Caso você não tenha tempo para focar na manutenção do seu espaço virtual, os servidores VPS gerenciados podem ser uma ótima opção de escolha.

No geral, os VPS gerenciados fornecem um painel de controle simples, pois configurações mais críticas são feitas por terceiros (pelo suporte ou automaticamente por meio de softwares).

Servidor VPS não-gerenciado

Diferentemente de um servidor VPS gerenciado, no modelo não-gerenciado, o cliente é totalmente responsável por rodar atualizações do sistema operacional, além das configurações das aplicações e alterações mais críticas.

Essa parece uma boa opção para os usuários que buscam liberdade no uso dos servidores VPS. Talvez sua aplicação não rode nas atualizações mais recentes do Sistema Operacional, exigindo que você mesmo tenha o controle sobre isso. Nesse caso, é bom pensar em um plano de Servidor VPS não-gerenciado.

Na maior parte, os Servidores VPS não-gerenciados exigem um certo conhecimento de computação ou de desenvolvimento. Raramente as empresas fornecem uma interface de usuário para este tipo de plano, sendo necessário utilizar linhas de comando para isso. Então, o conhecimento com Linux é essencial por aqui.

Servidor VPS semi-gerenciado

Em um servidor VPS semi-gerenciado (também chamado de VPS gerenciado parcialmente), existe um certo nível de gerenciamento por parte da empresa de hospedagem. Assim, nem todos os serviços são de responsabilidade única e exclusivamente do usuário.

Embora o modelo semi-gerenciado exija um conhecimento extra por parte do usuário, existe alguns recursos básicos que as empresas de hospedagem fornecem. Nesse ponto, isso vai depender de cada empresa que fornecem a hospedagem em servidores VPS.

Podemos dizer que um Servidor VPS semi-gerenciado é uma extensão dos planos relacionados aos serviços de VPS não-gerenciados.

Dentre as pricipais vantagens de ambos os modelos (não-gerenciados e semi-gerenciados), podemos destacar o custo reduzido. Como o usuário é responsável pelo gerenciamento do seu próprio servidor VPS, isso acaba reduzindo o custo do serviço (o suporte não precisa agir o tempo todo).

Vantagens de um servidor VPS na hospedagem de sites

1. Recursos computacionais dedicados

Em um servidor VPS, os usuários têm seu próprio espaço virtual (semelhante a um servidor dedicado). Com isso, cada ambiente virtual possui recursos próprios, que podem ser escolhidos conforme os planos oferecidos pelas empresas de hospedagem.

No conceito de virtualização de servidores, os recursos computacionais (como discos de armazenamento, memória e núcleos de processamento) são divididos de forma eficiente nos Servidores VPS. Assim, o usuário pode utilizar os recursos sem qualquer preocupação em extrapolar o limite do servidor, já que aquele espaço virtual não interfere nos outros.

Diante disso, pode-se dizer que um servidor VPS aproveita bem os recursos que possui. Assim, isso é muito benéfico para ambas as partes envolvidas (usuários e empresas de hospedagem).

2. Custo reduzido

As empresas de hospedagem oferecem serviços de VPS com um baixo custo para os seus clientes. Isso se deve ao fato do aluguel de um mesmo servidor físico ser compartilhado com outros clientes, eliminando os gastos e barateando o serviço.

Com isso, a relação custo-benefício é muito atrativa para hospedar o seu site. Caso precise de um servidor mais robusto, as empresas de hospedagem também oferecem planos muito atraentes para os usuários mais exigentes, sendo bem mais barato do que contratar planos de servidores dedicados.

3. Liberdade de uso

Nos servidores VPS o usuário tem total liberdade no uso dos seus próprios recursos no meio virtual. Dessa forma, como aquele espaço é somente seu, existe uma liberdade maior para instalar aplicações (sem interferir no ambiente de seu vizinho).

Além disso, os usuários podem contratar mais recursos sempre que precisarem (respeitando o limite fornecido pelos planos disponíveis). Assim, caso seu site apresente um desempenho insatisfatório, é possível contratar mais recursos para o seu espaço virtual (tudo isso é simples, mas depende de cada empresa de hospedagem).

4. Escalabilidade de recursos

As empresas de hospedagem sempre monitoram o uso de recursos das máquinas virtuais de seus clientes. Com isso, elas podem fazer recomendações de planos mais acessíveis para aproveitar melhor os recursos para o seu perfil de uso.

Inicialmente, muitos usuários não sabem qual plano contratar e acabam solicitando muito mais recursos do que o necessário. O fato das empresas monitorarem o uso dos ambientes virtuais favorece o usuário. Diante disso, as empresas podem fazer sugestões, permitindo que você migre para um plano mais acessível para o seu perfil de consumo.

5. Segurança de dados

A segurança é um dos pontos cruciais de uma boa hospedagem. Em um servidor VPS isso não é diferente. Além disso, segurança de dados é um dos tópicos mais buscados para os usuários que querem contratar um plano de hospedagem.

Nesse aspecto, os Servidores VPS são muito seguros. As instâncias virtuais são isoladas das outras, não existe uma interferência ou acesso de ambas as partes.

Mesmo com um nível de segurança tão alto, o usuário ainda pode personalizar seu próprio ambiente, permitindo editar medidas relacionadas à segurança e instalar aplicações para isso.

6. Customização

Os servidores VPS também são uma ótima opção para quem busca um certo nível de customização de recursos.

Quando o assunto é Servidor VPS, os usuários podem escolher como criar seu ambiente de máquinas virtuais, escolhendo o sistema operacional, configurações de software, aplicações instaladas. Além disso, um cliente consegue rodar vários sites em um mesmo espaço virtual, compartilhando dos mesmos recursos de armazenamento, sem necessidade de comprar um espaço extra.

Para quem é indicado o servidor VPS

Como já abordamos os principais pontos sobre servidores VPS, será mesmo eles são a opção mais indicada para você? Esse tópico pode tirar a suas dúvidas mais frequentes sobre esse assunto.

De um modo geral, o perfil de usuários que utilizam os servidores VPS é muito amplo, mas existe um padrão em comum entre eles. Nesse ponto, os servidores VPS são para usuários que precisam de serviços de hospedagem mais robustos.

Outro ponto em comum é que normalmente o usuário da hospedagem VPS precisa fazer personalizações ou configurações avançadas no servidor que não são permitidas numa hospedagem compartilhada. Pelo fato do servidor VPS ser a opção mais em conta depois da compartilhada, ela acaba sendo a melhor opção para estes casos.

De forma resumida, o servidor VPS é indicado para:

  • Sites com alto tráfego;
  • Para quem deseja customizar o servidor (com acesso Root);
  • Para ter mais segurança;
  • Para quem deseja mais desempenho.

Desvantagens e limitações dos Servidores VPS

A maior desvantagem do servidor VPS acaba sendo a necessidade de conhecimentos técnicos para administrá-lo. Porém, algumas empresas oferecem painel de controles que tornam a administração do mesmo tão fácil como a de uma hospedagem compartilhada.

Para quem não tem muito conhecimento técnico, o ideal é buscar por servidores VPS que ofereçam o painel cPanel ou algum outro painel que facilite o gerencimaneto do servidor.

É importante verificar também se a empresa de hospedagem não oferece planos muito limitados que com o tempo não vão atender mais suas necessidades e te obrigar a migrar para um servidor dedicado (que é bem mais caro).

Como escolher um servidor VPS

Não existe uma matemática exata para escolher um servidor VPS. Bom se existisse uma forma de calcular quanto de memória e processador você vai precisar, a verdade é que isso não existe.

No geral, se você nunca usou um servidor dedicado e não sabe o quanto de CPU e memória precisa, o ideal é começar pelo plano mais básico e ir aumentando a medida que forem exigidos mais recursos.

Normalmente este tipo de serviço permite fazer esse upgrade do plano fascilmente.

Para sites com alto trafégo também é importante avaliar a possibilidade de contratar um servidor dedicado, que oferece ainda mais desempenho que um servidor VPS normalmente oferece.

Portanto, ao contratar um servidor VPS, além dos requisitos básicos (memória e CPU), avalie a qualidade da empresa, o suporte oferecido e os recursos que estão inclusos, como transferência mensal e espaço de armazenamento, para certificar-se que eles atendem as necessidades do seu projeto.

Além disso, é importante também verificar se ele oferece as seguintes facilidades:

  • cPanel – Painel de controle que permite gerenciar os recursos do servidor, adicionar contas de e-mails, gerenciar arquivos e muitas outras funções facilmente.
  • WHM – Painel que permite criar contas independentes para revender o serviço de hospedagem ou dividir por clientes. Também permite gerenciar atualizações do servidor facilmente.

Tipos de servidores existentes

Para entender o que é um Servidor VPS, precisamos entender um pouco mais sobre como funcionam os servidores. Com isso, existem muitos tipos de servidores, projetados para os mais variados fins.  Aqui listamos os principais tipos de servidores existentes:

  • Servidores VPS – esses servidores implementam uma combinação de virtualização com servidores dedicados. Desse modo, um servidor VPS fornece instâncias virtuais (máquinas) dentro de um mesmo servidor. Tais instâncias virtuais podem ser cedidas ao usuário como uma espécie de espaço para utilizar aplicações, hospedar sites, criar serviços de e-mail, entre outros.
  • Servidores Cloud – esses servidores implementam serviços relacionados a Cloud Computing. Assim, um servidor Cloud fornece um ambiente virtual conectado com milhares de outros servidores em uma mesma rede. Esse tipo de servidor é muito comum em empresas que fornecem serviços de Cloud Computing, como Amazon, Microsoft, Google, HostGator, LocaWeb, etc.
  • Servidores DNS – esses servidores servem para traduzir um endereço IP para nomes de domínio. Nesse caso, ao acessar um site na Internet, o servidor DNS traduz o endereço passado como hiperlink (como www.google.com) e acessa o IP associado a ele.
  • Servidores de Banco de Dados – esses servidores implementam algum tipo de sistema de manutenção e gerenciamento de banco de dados.
  • Servidores Dedicados – são serviços que disponibilizam um servidor exclusivo para cada cliente. Em vez de serem servidores virtuais (como no caso da VPS e Cloud) a hospedagem dedicada oferece um servidor físico exclusivo para o cliente.

A virtualização de servidores

Para entendermos como funciona os Servidores VPS é necessário falar um pouco sobre virtualização. Nesse contexto, a virtualização permite a utilização da capacidade total de um servidor dedicado, distribuindo os recursos computacionais em fatias, dividindo tais fatias para vários usuários (tudo isso na mesma máquina física).

Em termos práticos, a virtualização permite um melhor aproveitamento dos recursos disponíveis. Dessa maneira, quando um componente de hardware (como memória, CPU ou espaço em disco) não é usado totalmente, ele pode ser alocado para outra pessoa.

A virtualização ainda permite que vários sistemas operacionais sejam executados em uma mesmo servidor físico. Assim, é possível criar tarefas ou aplicações independentes, aproveitando o máximo de desempenho possível, sem desperdício é claro.

De forma resumida, a virtualização transforma o ambiente computacional em uma estrutura que é independente do meio físico. Logo, um aplicativo pode utilizar apenas uma fatia dos recursos computacionais, enquanto as partes ociosas dessa tarefa (como núcleos de processamento não utilizados) podem ser reaproveitados para a execução de algum outro serviço.

Com relação a servidores, a virtualização permite um melhor uso de recursos computacionais, flexibilidade, agilidade e eficiência. Além essas, existem muitas outras vantagens de virtualizar um ambiente, são elas:

  • Em um mesmo equipamento físico (servidor), é possível aproveitar recursos não utilizados (como espaço de memória, núcleos de CPU, etc). Dessa forma, podemos executar (em um mesmo servidor) diferentes aplicativos e sistemas operacionais.
  • Na virtualização, é evidente que a utilização do hardware é muito mais eficiente, pois nenhum recurso é realmente desperdiçado. Com a virtualização, espaços de memória não alocados podem ser reaproveitados para armazenar dados de uma outra aplicação, isso tudo em um mesmo servidor.
  • A dimensionalidade é uma das principais característica da virtualização. Com isso, é possível escolher a fatia de hardware que será doada para cada cliente, aumentando ou diminuindo sempre que necessário (ou dependendo do plano contratado).
  • Uma outra vantagem da virtualização é relacionada ao custo. Implantar vários servidores em um mesmo ambiente físico é realmente custoso. Agora, um mesmo servidor pode ser fatiado, e as tarefas que seriam alocadas para outro servidor podem ser rodadas na máquina virtual.

Isso parece muito interessante, não é mesmo? É por esse motivo que os servidores VPS são tão atraentes, já que a virtualização é um ponto chave dos serviços de hospedagem VPS.

Ainda no contexto de virtualização, a infraestrutura de tecnologia da informação pode fornecer diferentes tipos de virtualização, como a virtualização de servidores, virtualização de desktops e virtualização de aplicações. Preparamos uma lista com a característica de cada um desses modos de virtualização, como mostra o tópico a seguir:

  • Virtualização de Servidores (ou Hypervisor) nesse tipo de virtualização, um servidor é dividido em instâncias, as chamadas máquinas virtuais (cada uma com um sistema operacional, uma quantidade específica de memória e de CPU). Como os servidores podem ter vários processadores em um mesmo equipamento, é possível dedicar cada processador para uma máquina virtual diferente, permitindo um maior proveito do recurso de processamento.
  • Virtualização de Desktops – nesse caso, existe o isolamento do sistema operacional. Com isso, existe um ambiente central (geralmente composto por vários servidores) para executar o processamento dos computadores (Desktop) dentro de uma mesma empresa. Assim, não é necessário ter computadores robustos em toda empresa, já que existe uma entidade central para fazer tudo isso.
  • Virtualização de Aplicações –  a virtualização de aplicações envolve a emulação de algum sistema em especial. Assim, é possível centralizar um determinado sistema, sem a necessidade de que ele seja instalado em cada equipamento que o acessa. Nesse ponto, a virtualização de aplicações é muito utilizada em serviços de nuvem, onde uma mesma aplicação pode ser acessada remotamente, sem a necessidade de baixar programas (ou partes dele) para a o seu computador pessoal.

Gostou de saber sobre a tecnologia de virtualização? Ela é uma das principais características dos servidores VPS.  Agora podemos saber mais sobre como os Servidores VPS funcional. Então, fique por dentro desse assunto, isso pode te ajudar a melhorar a hospedagem do seu site na Web.

Conclusão

Nesse artigo, apresentamos detalhes sobre os Servidores VPS. Diante de todos os assuntos abordados, os Servidores VPS parecem uma opção muito viáveis para hospedagem de sites, ainda mais se levarmos em conta o custo-benefício disso.

Assim, para cada caso é um caso. Antes de contratar um Servidor VPS, pesquise sobre suas demandas, para não gastar o dinheiro com um serviço que pode não atender todos os pontos do seu negócio.

Se você precisa de uma solução boa para hospedagem de sites, podemos levar em conta contratar planos para Servidores VPS. Essa opção deve ser analisada com cuidado, verificando os benefícios oferecidos pelas empresas de Hospedagem, como HostGator, LocaWeb, KingHost, Hostinger.

*Condições no site