O que são domínios de nível superior?

domínio de nível superior

As extensões de nomes de domínio já estão conosco desde os primórdios da internet. Já estamos acostumados adicionar o “.com” ou o “.com.br” quando digitamos um domínio no navegador, e muitas vezes não entendemos direito para que eles servem e como são organizados. Hoje vamos aprender o que são os chamados domínios de nível superior, como eles funcionam e como podem impactar na sua hospedagem.      

Veja também:
O que é domínio e subdomínio
O que são os domínios de topo TLD, gTLD e ccTLD

O que é um domínio?

O endereço pelo qual os visitantes acessam o seu site ou aplicação na web é chamado de domínio. É através dele que os servidores da sua hospedagem serão encontrados, criando o tipo de comunicação especificado. Ele também impacta no SEO da sua página e determina como potenciais clientes irão ver o seu negócio.

Os domínios são registrados e mantidos por entidades responsáveis por organizar os nomes e fazer os apontamentos DNS referentes à hospedagem do cliente.

Anatomia de um domínio

Para entendermos melhor o que são os domínios de nível superior, é necessário conhecer as partes que compões um domínio. Vamos utilizar como exemplo o domínio https://melhoreshospedagemdesites.com para compreendermos melhor. Veja abaixo.

Protocolo Nome do Domínio Domínio de nível superior (TLD)
https:// melhoreshospedagemdesites .com
Estabelece o tipo de protocolo de comunicação estabelecido. Neste caso, o “s” indica que ele é do tipo seguro É a parte principal do domínio. O nome escolhido pelo cliente para o site. É a extensão do domínio, escolhida dentre uma lista de possibilidades disponíveis.

O que é um domínio de nível superior?

Para indicar o tipo de serviço e a regionalidade do site, os domínios possuem um sufixo de extensão. Essa extensão é conhecida como domínio de nível superior, ou TLD (sigla para Top Level Domain, em inglês).

Originalmente, as TLD’s foram criadas para indicar o tipo de negócio a que o website se refere. A mais antiga das extensões, a “.com”, foi criada para indicar sites do tipo comercial. Hoje em dia ela é muito difundida e utilizada na maioria dos domínios, pois é muito conhecida e passa credibilidade ao visitante.

As TLD’s criam uma subdivisão dentro do domínio, o que também dá mais opções de registro ao cliente. Por exemplo, se o domínio “meusite.com” não estiver disponível, é possível utilizar o “meusite.net” para o seu site.

Organização das TLD

As TLD’s podem ser divididas entre dois tipos: gTLD ou ccTLD. Você pode conferir os detalhes de cada uma no nosso artigo sobre o assunto. Aqui vamos ver de maneira geral o que cada uma delas é.

Os domínios de nível superior genéricos e internacionais são conhecidos como gTLD’s. Já os domínios que se referem a um país ou território (como o “.br”, por exemplo) são chamados de ccTLD).

As TLD’s internacionais são organizadas pela ICANN, uma entidade vinculada ao governo dos Estados Unidos. É ela que decide quando uma TLD passa a existir, o que ela representa e quais suas restrições de uso. Vale salientar que ela não é responsável por registrar nomes de domínio, apenas administrar os domínios de nível superior.

Os 7 Domínios de Nível Superior originais

As primeiras TLD’s criadas foram: .COM, .GOV, .EDU, .NET, .ORG, .INT, .MIL). Essas extensões originais podem ser utilizadas sem restrição por qualquer nome de domínio que venha a ser registrado.

Ou seja, ainda que o domínio de nível superior .GOV tenha sido originalmente criado para ser utilizado por órgãos governamentais, ele pode ser associado a qualquer site. No entanto, os usuários que querem ter melhores resultados na sua hospedagem não devem utilizar esses tipos de extensão indiscriminadamente.

A regra geral é que o domínio de nível superior deve indicar os objetivos e a região do seu site, o que vai aumentar a credibilidade e o SEO da aplicação.     

Os domínios de nível superior referentes a países ou territórios (ccTLD) são organizados por entidades específicas. No Brasil, o Registro BR é o responsável por realizar o registro dos nomes de domínio que utilizem a extensão “.br”.

Originalmente, os ccTLD foram criados para indicar em qual país está localizada a hospedagem ou a empresa, bem como a linguagem do site. De maneira geral, ele ainda deve ser utilizado para essa finalidade.

Todavia, alguns ccTLD ficaram muito populares pelo seu significado ambíguo, o que fez que algumas entidades tirassem a restrição de registro, passando a permitir que qualquer lugar do mundo a utilizasse. Os casos mais conhecidos são:

  • .TV: originalmente usado por Tuvalu, hoje é popular em sites de emissoras;
  • .AM e .FM: Muito usado por empresas de música ou rádio;
  • .CO: o TLD colombiano passou a ser utilizado por corporações.

Domínios de Nível Superior Patrocinados

Também existe a possibilidade de uma companhia pagar para que seu TLD seja registrado. Trata-se do Domínio de Nível Superior patrocinado. Eles são restritos à companhia que o criou ou a quem pagar algum valor determinado por eles para utilizar o serviço.

A ideia de ter um TLD próprio é deixar o domínio ainda mais personalizado. Isso pode ter um efeito positivo de marketing, bem como de reconhecimento por parte do cliente. As TLD’s restritas mais conhecidas são: .JOBS, .TEL, .TRAVEL, .XXX, .AERO, .COOP, .MUSEUM.                                                         

Novos Domínios de Nível Superior

Juntamente com a popularização das hospedagens de site e o avanço da internet, veio uma enxurrada de domínios utilizados. Com isso em mente, a ICANN em 2012 passou a aceitar propostas de novos Domínios de Nível Superior genéricos para expandir as gTLD. A opção tornou-se disponível por todos que estivessem disposto a pagar a bagatela de 185.000 dólares!

Pode parecer um alto valor, mas gigantes como a Apple e Samsung correram para registrar os gTLD com seus nomes. Qual a vantagem disso? Primeiramente pode abrir novas “vagas” para nomes de domínios que já estão registrados com outras extensões.

Mas, além disso, um Domínio de nível superior personalizado pode ter um grande efeito de marketing e aumentar a velocidade de acesso do cliente ao seu negócio. Imagine que uma pessoa está no Rio procurando um clube. Ela poderá digitar no navegador “rio.club” e talvez irá chegar diretamente ao site da sua empresa, caso você tenha tido sorte de conseguir esse registro disponível. O cliente pode chegar diretamente o seu site sem nem passar pelo Google.

Os novos domínios de nível superior estão começando a chegar ao mercado, e a maioria deles estará disponível aos usuários mediante o pagamento de alguma taxa extra de registro. Os principais são:

  • .lawyer (para advogados);
  • .vip;
  • .club;
  • .top;
  • .blackfriday;
  • .loan;
  • .rentals.

Muito mais que um endereço

O que nasceu para ser simplesmente o endereço da sua hospedagem, hoje é muito mais do que isso. O domínio é uma identidade do seu negócio. Algumas empresas operam somente pela internet, de maneira que o nome do domínio se transforma na “fachada” da sua loja, e será determinante para que o cliente tenha vontade de acessar seu serviço e sinta confiança no que você oferece.

Uma melhor hospedagem de site passa por uma boa escolha de nome de domínio, e isso inclui as TLD. Os domínios de nível superior não são mais apenas extensões, e devem ser utilizados para transmitir aquilo que seu site deseja oferecer. Se você deseja conhecer todos os TLD disponíveis, acesse o site da ICANN.

*Condições no site